Movimento tropeiro: gastronomia e história

O feijão tropeiro é uma das receitas que fazem parte da história do país e até hoje é preparada na cozinha do brasileiro. Foto: Vanessa Nunes

O movimento tropeiro teve início no século XVII com a chegada dos espanhóis e portugueses às Américas. A exploração de minérios na região de Minas Gerais precisava de subsídios, e por uma questão de logística surgiu o movimento formado por tropas imensas encarregadas de transportar gado e matéria-prima às minas e enviar para o litoral o ouro por eles extraído.

Essas tropas atravessavam o país e por onde passavam deixavam rastros da vida que levavam. Os tropeiros fizeram de Sorocaba, além de uma parada para descanso de homens e animais, o principal centro mercador de tropas do Estado de São Paulo.

As condições de vida dos tropeiros não impediram que a culinária fosse marcada pela criatividade. O fogão do tropeiro era a trempe, uma armação de três varas, que podia ser de ferro ou de pau verde, colhido na hora. Em suas viagens os tropeiros levavam mantimentos normalmente não perecíveis, pois durante as longas trajetórias não havia como conservar os alimentos. A carne seca e salgada, como a carne de sol e o charque, era levada no lombo dos animais. A gordura utilizada era a banha de porco, proveniente da fritura do toucinho e guardada em recipientes para que ali ficasse armazenada durante a viagem.

Feijão, milho, arroz, farinha de milho, farinha de mandioca, carne de porco, carne de boi ou vaca, banha, toucinho, sal, pó de café, açúcar mascavo e o demerara eram os principais ingredientes. Graças ao movimento tropeiro receitas como o afogado, o feijão tropeiro, o arroz carreteiro e o arroz com frango (galinhada) ficaram eternizados na história do país e até hoje são preparadas, e muitas vezes incrementadas em versões contemporâneas na cozinha do brasileiro.

Feijão tropeiro
Ingredientes:
500 gramas de feijão rouxinho
250 gramas de farinha de mandioca
500 gramas de lingüiça de porco fresca
10 gramas de alho amassado
300 gramas de cebola em rodelas
400 gramas de bacon em pedaços pequenos
3 ovos (para fritar)
1 ovo (cozido)
15 ml de óleo de soja
Sal a gosto
Salsa picada a gosto
Cebolinha picada a gosto

Modo de preparo:
Deixe o feijão de molho um dia antes, troque a água e leve para cozinhar na panela de pressão. Cozinhe sem deixar o feijão desmanchar. Escorra o caldo e reserve os grãos.

Lave o bacon com água fervente para retirar o excesso de gordura. Frite o bacon numa frigideira até que fique amarelo e reserve. Na mesma frigideira, usando a gordura do bacon, frite os ovos. Quando começar a endurecer picá-los em pedaços grandes. Escorrer e reservar.

Numa panela frite a lingüiça com um pouco de água, tampe. Quando a água estiver seca, reservar. Numa outra panela colocar a gordura do bacon novamente para aquecer, suar a cebola e o alho, juntar o feijão refogando mais um pouco. Coloque o bacon e refogue para pegar gosto. Adicione a lingüiça e refogue mais um pouco. Tempere antes se necessário.

Retire do fogo e polvilhe a farinha de mandioca a gosto, mexa delicadamente e adicione os ovos fritos. Decorar com salsinha e cebolinha picadas e com o ovo cozinho cortado em fatias.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s